Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘MBA’ Category

Um novo desafio

Os 2 anos do MBA na Califórnia possibilitaram uma valiosa pausa na minha trajetória profissional.

Em âmbito pessoal, pude combinar um valioso período sabático, vivenciar intensamente um novo país, cultura e idioma, fazer novos e valiosos amigos e, acima de tudo, encomendar minha linda princesa Julie.

Em termos de carreira, pude vivenciar a empreendedorismo pulsante do Vale do Silício, que conjuga venture capital, tecnologia e todo um ecosistema de auxílio a empreendedores, como incubadoras, meetups, business plan competitions e diversos pesos-pesados tais como Google, Facebook, Twitter e tantos outros. No MBA em si, pude aprender de fato, na teoria e em valiosos discussões práticas de business cases, conceitos fundamentais de negócios, relacionados a Estratégia, Marketing, Finanças, Gestão de Produtos, Venture Capital, dentre tantos outros.

Ao final destes 2 anos, a transição do MBA para o mercado de trabalho abriu um vasto leque de oportunidades, em função do meu perfil: formação em Eng. da Computação, empreendedor com experiência prática, nativo do Brasil, um dos mercados mais visados para expansão internacional. Embora tivesse inúmeras oportunidades para lançar uma startup, me juntar a uma existente, atuar em Biz Dev para empresas visando se estabelecer no país ou mesmo ingressar nas líderes da Vale do Silício, pude notar que o maior desafio estava em aplicar na prática a experiência de MBA, em particular Estratégia & Inovação, a uma corporação existente.

O maior desafio está em se reinventar, fazer com que Estratégia deixe de ser um termo vago, abstrato, e possa permear e fundamentar iniciativas de negócio concretas, gerando resultados, explorando oportunidades e iluminando o caminho à frente. Foi por isso que me empolguei quando fui contatado pelo Jacques Benain, CEO da Trópico, empresa do Grupo Promon, em busca de um líder para a gestão de  inteligência de mercado e estratégia.

A Trópico é uma joint venture da Promon, com o CPqD e a Cisco, e tem atuado na vanguarda tecnológica de redes de nova geração, convergência de voz e dados, controle de chamadas e plataformas de serviços VoIP. A empresa tem se reinventado e crescido na onda da universalização das metas de telefonia fixa, e mais recentemente com a modernização das redes e serviços móveis, em particular com a portabilidade e a adição do dígito 9 nos números de telefones móveis em SP. Muito além do mercado de Telecom, os mesmos skills e recursos têm permitido à empresa entrar no mercado de TI, com projetos envolvendo plataformas de atendimento e reconhecimento de voz, business intelligence e mobilidade corporativa, em particular com processamento de grande volumes de dados (“Big Data”).

Eu já conhecia o Jacques, que desenvolveu um excelente trabalho quando na Claro e com quem pude trocar experiências antes da minha ida ao MBA, já que ele é alumni Harvard. Pude também interagir com o restante do time de negócios, aprendendo mais sobre as necessidades, oportunidades e desafios da empresa, e enxergando exatamente onde posso colaborar de forma efetiva.

2 anos após sair para o MBA, estou empolgado ante a perspectiva de voltar ao Brasil, a Campinas !, rever  velhos amigos e voltar a atuar em TI & Telecom, conjugando Estratégia, Pesquisa de Mercado, Desenvolvimento de Negócios, Inovação e, acima de tudo, VENDAS!

Vejo vocês todos em Campinas em Agosto !

Abs,

Fábio

Read Full Post »

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Today I read one of the most interesting and thought-provoking articles of my entire MBA journey.

In their Harvard Business Review Article, Clayton Christensen and Michael Overdorf talk about the challenges of facing disruptive change, with special focus on established and successful companies.

Their opening sentence is quite powerful:

It is no wonder that innovation is so difficult for established firms. They employ highly capable people – and then set them to work within processes and cultures that doom their failure”

It is amazing how some strategic choices in spinning out, or merging, or acquiring some companies or business units, without further analysis of their unique value, may doom the whole initiative.

“If the capabilities being purchased are embedded in an acquired company’s processes and values, then the last thing the acquiring manager should do it integrate the acquisition into the parent organization.”

Read Full Post »

Galera,

Como sabem, tô de partida pro MBA na Califórnia. A casa lá está toda montada, de modo que não compensa levar mudança do Brasil.
Fizemos o inventário dos nossos móveis, gadgets, eletrodomésticos e etc, muitos sequer utilizados e ainda na caixa, recebidos de presente de casório, e disponibilizamos abaixo, com descontos interessantes, de até 67% frente ao valor do correspondente zerado.
Quem tiver interesse em vir e conhecer, me contata  e agendamos. Pfv, circulem para amigos e conhecidos que tenham interesse, OK !?
Quem chegar primeiro, leva ! 😉

http://bit.ly/garage_sale_MBA

Abs,
Fábio e Geri
+ 55 19 7801-5698
Skype: fapbovoa
MSN: fabpovoa@hotmail.com

Read Full Post »